terça-feira, 30 de agosto de 2011

Fidelidade Canina

Tenho uma pergunta que martela muito em minha cabeça, mas preciso compartilhar.
Uma sub sonha com uma coleira não sonha? e por que sub encoleiradas traem os Donos?
Sim, é sérissimo isso e é fato real e consumado.
Obviamente que sem citações nominais aqui, mas sei da ocorrência do fato em nosso dito meio BDSM.
Eu sempre levantei a bandeira das subs contra os "pseudo-dominadores" mas agora vou falar sobre as "pseudo-subs", qual é a intenção disso? Se o prazer é pertencer e ser objeto de uso exclusivo daquele que é o Dono, só se em alguns acordos ele desejar fazer empréstimo, mas a submissa sozinha na calada da noite ou do dia mesmo, se insinuar a outro Dom... é cilada Bino!
Não sou a favor de regras, nem de ficar dizendo isso pode ou não pode, mas e o respeito? aonde está o papel do lado submisso? pois ser submisso é pertencer, é obedecer, é ser fiel, os cães são fiéis ao Dono sempre! Não somos então cadelas??
"Ah mas veja bem khel, meu Dono não cuida de mim como desejo... "ok, minha flor você não tem lingua pra conversar? você se diz tão submissa que precisa aguentar tudo quieta e trair ?
 Ou essas pseudo subs querem coleira apenas para exibir?
Estão igual aquele tipo de mulher que diz " sou feliz porque tenho marido"
Tá então o Dono é só um souvenir em sua vida? só para mostrar para as amiguinhas subs de chats que tenho Dono e elas não?
Gentem, gentem por essas e outras que muitos relacionamentos D/s não dão mais certo. Ficam limitados a meses de relação, é eu já andei pesquisando (eu sempre metida a pesquisadora) e fiz uma média que mais da metade dos relacionamentos D/s duram até seis meses. Salvo aquelas em que ambos fazem seu dever de casa e aí sim, vão se anos. Não é pra me gabar não, mas eu tive apenas um Dono e durou 5 anos  nosso relacionamento D/s, pois levamos a sério o que vivíamos. E sei de muitas amigas subs que também levam a sério, respeitam seus Donos e são respeitadas. Pois o D/s é um relacionamento que precisa de respeito mútuo.
E sempre lembrando que o respeito vem acima de tudo. Se quer que dê certo seu relacionamento, faça por isso, não espere do outro o que você não oferece.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Leveza

O que nos torna mais leves?
No meu caso orgasmos múltiplos....
Palmadas bem dadas....
Mordidas estratégicas...
Cera de vela....
Chicotadas
Palavrões...
Humilhações...
Sexo selvagem...desses que o quarto fica cheirando sexo....
Cordas me amarrando...
Ouvir frases como " És minha putinha.... és uma vadia.... eu gosto é de bater em ti, como é bom bater em você... já está tão molhada?"
Qual mulher não se sente mais leve com tanto despertar de desejo?
Qual mulher no dia seguinte  após uma sessão não acorda dando bom dia para urubu?
Mesmo não sendo submissa, uma mulher bem comida se sente mais leve.
E pra você? o que te dá leveza?
Ganhei de minha querida amiga {isabelle}_L.Roane que muito amada sempre se lembra de mim em seus selinhos.Obrigada Flor!

1 - tres desejos que foram realizados nesses ultimos 20 meses:
-conseguir um emprego estável
- um apartamento somente meu
- não tenho um terceiro desejo realizado rs

2 - tres delirios não realizados:
- um é muito pecaminoso para ser dito em público,curiosos me escrevam rs
- encontrar um Dom que seja o sapo que beijarei e se tornará o Rei Dominador rs
- ter dinheiro suficiente para comprar um sapato novo por mês novamente.

3 - tres segredos inconfessáveis:
Se já são inconfessáveis...não os confesso aqui ;)

4 - tres situações hilárias:
- a primeira foi trágica no momento, mas engraçada agora, em uma sessção me empolguei com as cordas e desmaiei enforcada auhauahuh, aí o medo? e se eu morresse? como explicar que estava toda marcada, amarrada e " violentada" com meu consentimento?? prisão na certa pra ele rsrs
- eu ja tomei um porre, na verdade vários, que em um deles tive um semi desmaio, e ai um colega de faculdade me deu uns tapas na cara, e eu chamei ele pelo nome do Dono na época rsrs e depois para explicar?
- já também bebada, abracei um estranho na festa com a maior intimidade, chamando pelo nome de um amigo, e o cidadão me olha, e diz, "não sou fulano, sou sicrano."..e eu não por satisfeita dizendo, " é sim, a camisa é igual, me localizei por aí, se vc não é ele, acha ele aí no meio, ele é sua cara" detalhe, os dois só tinham o mesmo tipo físico, mas nada parecidos...rs
A Quarta eu não me lembro agora...rs

5 - uma musica para quem nos enviou o selinho.
http://www.youtube.com/watch?v=myGrmDuE9Ug
Para ela e a linda Dona.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Observando.....

Detesto textos longos em blogs,  nunca leio inteiro, não tenho saco, assim meus textos costumam ser curtos, porém não sei qual será o tamanho deste.
Como é o modo certo de viver o BDSM?
O BDSM é um jogo que precisa de tantas regras?
Quem não segue essas regras não pode jogar?
Na minha visão de viver o BDSM se resume ao prazer.
Pois BDSM é fetiche e não jogo de RPG aonde eu incorporo um personagem fictício e começo a agir como ele.
Outra dúvida; Não pode amar? Não pode ter romance?
Quanto "Não pode"  certas pessoas impõem ao BDSM.

Até onde li, o termo Sadomasoquismo foi inspirado no Marquês de Sade e no Leopold von Sacher-Masoch. E não no estilo de vida esquizofrênico de alguns que se dizem os mais "entendidos" no assunto.
Senhores e Senhoras Sabidões, me digam, antes de ser submissa e de ser Dominante, há seres humanos. Corações, almas, e sentimentos não é? e aí porque vesti uma fantasia eu joguei tudo isso de dentro fora?
Acho impossível entregar-me á alguém sem amar, sem fantasiar amor. E sessão é sessão, o resto é vida normal, a vida que os " Senhores e Senhoras" abominam, a vida baunilha.
Também acho IMPOSSÍVEL viver vestido com roupas de couro, e sair alardeando no meu local de trabalho e estudo, o que gosto na hora do sexo.
" Ah, vocês está cedendo a sociedade preconceituosa." Tá e os Senhores? não são preconceituosos ao julgar quem não segue as regras ditadas por vocês?
"O Dom não pode se apaixonar porque com o amor, o poder dele diminui, e ai a escrava vai ter poder sobre ele, vai dominá-lo", li isso em um fórum. Achei simplesmente rídiculo.
" A sub deve aceitar tudo calada,não pode ser ciumenta, não pode pedir nada que não esteja no contrato".

Eu não sou imóvel para ter contrato.
E antes de ser submissa, eu sou MULHER.
E como toda mulher gosto também de atenção, de carinho, de presentes, de afeto. Mas no ato sexual, eu gosto de apanhar, de ser humilhada, de ser usada, de ser putinha. Ficou claro? no ato sexual.
Então porque só gosto disso no ato sexual eu não sirvo como escrava?
Sinto muito á todos. Mas meu conceito de BDSM é muito simples, é uma parte que gosta de mandar e a outra que gosta de obedecer. Um sente prazer em punir a outro em ser punido. Simples como dois e dois são quatro. Por que cargas d'água complicam tanto?
Eu não me entrego sem amor. E isso leiam  amor vindo de ambos.
Eu não vou viver sendo submissa o tempo todo. Azar o meu.
E também não vou vestir um personagem e sair por aí exibindo peripécias. Também é azar o meu.
Se para viver o BDSM eu preciso deixar a vida dita baunilha que eu muito prezo. Então adios.

Parem de criticar uns aos outros, parem de achar que quem não faz como vocês está errado.
BDSM é prazer sexual, é sexo. Não é estilo de vida, não é profissião, não é curso universitário.
Vamos lá viver nosso prazer gostosinho, da forma que cada um pode e se sente melhor, ninguém aqui é júri popular e nem réu.
E tenho dito!

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

terça-feira, 23 de agosto de 2011

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Estou carente....querendo tanta coisa....que fase....
Cadelas são extremamente carentes....tento me controlar usando meu lado Felino de Onça, mas a parte cadelinha não me deixa...
Queria apenas um homem com H bem maiúsculo para admirar, amar, pertencer....
Um homem Dominador que me passasse segurança, confiança, e desejo de servi-lo a todo momento.
Aonde encontro ele? Aonde estará aquele que tomará minha mente e meu coração? Que irei venerar, ser dele para o que ele bem entender, e quando ele bem quiser....
Que ele cuide de mim, me doutrine, me coloque no meu lugar devido....venha logo...preciso muito de ti.
Só queria saciar um pouquinho o meu desejo...mas tá difícil..

Recadinho....

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Só quero com meus cabelos vermelhos lhe envolver...
Te enfeitiçar.....
e a ti pertencer....

Para ti....


Esse texto não é meu, é da {ÜмbЯǺ}_F€ЯЯØciпTØ, e é lindo, extremamente lindo e perfeito!
Permita!
Permita que me desnude de todos e quaisquer preconceitos que ainda possa ter.
Permita que quebre,dia após dia,os meus limites.
Permita -me aninhar a Seus pés,como cadela que protege seu dono.
Permita que eu seja...eu!
Simplesmente eu,para Si.

sábado, 6 de agosto de 2011

Dúvidas


Ando tendo muitas dúvidas sobre minha submissão.
Afinal eu sou mesmo submissa? O que é ser submissa??
Tenho essas dúvidas por questionar muito meu papel na sociedade BDSM. O que posso fazer? o que posso sentir? qual o meu lugar??
A submissa pode falar o que está sentindo além de amor e devoção? Ela pode questionar as coisas que viu e não gostou? Ou para não perder o Dono e o "cargo" de submissa deve ser surda, muda e cega? As submissas mais mansinhas são melhores que as que como eu são de gênio difícil?
Essa semana eu passei por uma situação onde perdi o controle emocional. Senti Cíumes, muito cíumes, a ponto de não conseguir fechar minha boca e falar coisas que no papel de submissa eu não deveria.

Mas quando gostamos de alguém é normal sentir certo cíumes não é? Ter insegurança de perder aquela pessoa, mas aí é sentimento de posse, e uma submissa não pode ter esse tipo de sentimento. Nossa quanta contradição em mim!
E eu só queria não ser assim. Queria apenas entregar, amar, servir, obedecer... estava inclusive indo bem no meu "treinamento". Mas eu saí da linha.
Estou confessando isso aos amigos que me lêem porque não tenho vergonha de assumir. Muitas mulheres vão e se dizem submissas dispostas a tudo pelo Dono e na hora do vamos ver agem muito pior que eu, e ainda afogam o sentimento sofrendo muito e tendo uma entrega comprometida. Ou ficam um bom tempo no teatro de submissão pra depois mostrarem sua verdadeira face.
Como é complicado esse negócio viu?!
Preciso ser menos "ferinha", e menos onça. E falando em onça nunca vi adestrarem onça....tô fadada a viver no mato mesmo!

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

"Todos, Todos que provaram não conseguem me esquecer"


Afinal auto estima é tudo nesse mundo! E a minha é grande...hehe

Achei esse texto tão lindo...ainda escreverei algo assim..



"Meu corpo lhe quer, tenho necessidade de senti-lo.


Preciso que me toque, possua, tome posse do que é Teu

Sinta-me...

Com Suas mãos, Seus sentidos, sinta-me com o coração

Abuse do meu sexo, louco, latejante, úmido de tanto desejar

Sinta-me com mãos quentes e experientes


Quero as carícias mais abusadas, até que Seu toque me

Torture de tesão

Não... Não me toque somente. Isso não basta à tua escrava


Se apodere de mim, sacie todas Tuas vontade,


Satisfaça Teus mais insanos desejos.


Marque a pele, extraía gemidos e todos os gritos

Sufocados de prazer


Nos deixe desfazer em gozo


Toque-me, sinta-me, possua-me novamente..."

* Texto da querida {lualiz}_Dom Wolfman
 

Selo

Recebi o selo da querida  {lualiz}_Dom Wolfman.

Preciso indicar 5 Blogs:
De corpo de Alma e de Colo
Submissão com Prazer
O prazer da submissão
Eu...
Reflexões de uma pequena Submissa.

Também devo postar uma imagem/video/poema/texto, etc..que traduza um pouco QUEM É VOCÊ.
 Acho que não precisa ser tudo, apenas alguma dessas coisas....
Bem a imagem que traduz quem eu sou...

Principalmente no meu atual momento...ando mto brava! rs
E o texto é de minha autoria  que está no meu perfil do Fet e já postei aqui, mas coloco novamente:
A Cadela que sou...
Por aparência me considero uma Poodle...e ainda da mais rara, de pêlos marrons, sedosos..
Minha personalidade se divide em ser uma Yorkshire...carinhosa, meio carente, e toda dengosa..
Em alguns momentos geniosa como uma Shit-tzu...que achar ser a "dona" da casa...
Também uma Fila fiel ao Dono e aos amigos, mas agressiva á estranhos audaciosos...
Sou forte e esportiva como uma Pit Bull, cara ameaçadora mas no fundo sou um doce de cachorra...rs
E principalmente minha personalidade de Pinscher, mania de grandeza...me olho no espelho todos os dias e penso ser muito maior e melhor do que realmente sou, levanto as orelhas, e digo, " Que Pinscher que nada, eu sou uma Dobermann".
E assim prossigo minha vidinha...abanando meu lindo rabinho...

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Apenas olhar

Acho que para mim o BDSM não poderá mesmo ser real novamente.
Devo apenas observar por fora, ser uma vouyer das aventuras de outros....
É muito dificil fazer parte desse mundo, pelo menos da forma como eu sonho...vou ficar olhando mais um pouco...ver de fora faz bem também.
Realmente, não dá para ser mansinha...
Estou brava...bem brava.

terça-feira, 2 de agosto de 2011